Ventura

poema e voz de Euclides Cavaco
 


Há quem diga que a ventura
Anda no mundo perdida
Mas vem a quem a procura
Com veemência na vida.

Ventura é felicidade
Que alguns têm ao nascer
Outros nem por veleidade
A chegam a conhecer.

A ventura nos transcende
Não se estuda nem se ensina
Não se compra nem se vende
Nem se sabe onde origina.

Se há um destino traçado
Que o ser humano emoldura
Que outorgue ao desventurado
Ventura de ter ventura !...

Euclides Cavaco