O Valor das Coisas  

Poema e voz de Euclides Cavaco

Quem de coisas é senhor
Mas nesta vida as herdou
Não lhes dá tanto valor
Como alguém que as ganhou.

Quem recebe de bandeja
Mal sabe apreciar
Pois nada fez de sobeja
P'ra além dum mero aceitar.

Quem pelas coisas trabalha
Sem nada ser oferecido
A tudo o que amealha
Dá o mais justo sentido.

Coisas grandes ou pequenas 
Para alguns muito vulgares
Para uns valem centenas
Mas para outros milhares.

Só quem luta de verdade
Sabe todo o valor dar
Ao que com dignidade
Soube por si conquistar.

O verdadeiro valor
Que coisa qualquer ostenta
É na dimensão maior
O que p'ra nós representa !...

 

Euclides Cavaco