Terror em Nova Iorque

Autor: Euclides Cavaco
Voz: Anna Muller

 

 

Toda a Terra estremeceu
Na tragédia que aqui lembro
Que o nosso mundo sofreu
Dia onze de Setembro.

Nova Iorque foi a mira
As Torres a trajectória
De quem o mundo traíra
Numa agressão sem memória.

Instante de eterno horror
Ceifou inocentes vidas
Vestindo de luto e dor
Horas jamais esquecidas.

Nada apaga a triste imagem
Daquele crime hediondo
Acto pérfido e selvagem
De o condenar não me escondo.

Diabólico poder ?!...
À falsa fé consumado
Que lágrimas fez correr
Pelo mundo consternado.

O mundo hoje é diferente
Perdeu júbilo e vigor
Vive em medo permanente
Doutros actos de terror !...


Euclides Cavaco