Tempo Veloz

 

Segui o tempo altaneiro
Para ver se conseguia
Alcançá-lo, mas ligeiro
Mais veloz de mim fugia.

Numa cadência constante
Sempre a correr apressado
Não pára nem um instante
Sem se mostrar fatigado.

Só por mistério apreendo
O poder que o tempo tem
Passa por todos correndo
Sem deixar passar ninguém.

Parei no tempo e após
Ver meu tempo consumido
Notei que ele é tão veloz
Que dele fiquei perdido!…


Euclides Cavaco