Sonhos

Poema e voz de Euclides Cavaco

Quando sonhamos parece
Estar a vida em movimento
Mas tudo se desvanece
Apenas em pensamento
Como imagem virtual
Dum espelho projectada
Que até parece real
Mas de real não tem nada.

Alguns são tão deturpados
Vagos e mal definidos
Sem lógica e mutilados
Que nos deixam confundidos.
Outros não lembramos bem
De manhã ao acordar
Se os qu'remos dizer a alguém
Mal os sabemos contar ...

Há quem afirme que os sonhos
São presságios e atropelos.
Alguns são maus e medonhos
Que acabam em pesadelos...
"O sonho comanda a vida"
No dizer de alguns poetas
Foi também fé conhecida
Na versão de alguns profetas.

Procuram-se explicações
Para o sonho, esse mistério
Há no mundo multidões
Que levam o sonho a sério.
Do sonhar só sei dizer
Quer seja triste ou risonho
No meu modesto entender
Sonhar...É apenas sonho !...

Euclides Cavaco