Solicitude

Poema e voz de Euclides Cavaco


Rasguei da terra o ventre e, semeei
Em fértil solo, pequenina uma semente
Que após nascer com cortesia cuidei
E vi crescer pouco a pouco lentamente.

Reguei com mil cuidados a raiz
E o tempo a fez viçosa com a idade
Vê-la aumentar fez de mim um ser feliz
Por ela ser a minha árvore da amizade.

A vida inteira dediquei p'ra conservar
Sem a deixar nem um momento ao abandono
Não fora tão somente ... O PLANTAR .

Aquela árvore é p'ra mim todo um tesouro
Porque as folhas que colhi em cada Outono
São os AMIGOS que valem mais do que o ouro!...

 

Euclides Cavaco