À Revista Gente Modesta
 


Parabéns És Centenária Parece,
Que foi ainda há pouco,
Que trémula…
Muito trémula talvez,
Saíste à rua
E te mostraste
Pela primeira vez.

Eras jovem e frágil,
Mas o teu Senhor,
Segurando bem firme
A tua mão,
Com muito amor,
Ensinou-te o caminho,
Que d'ora avante,
Ia ser tua missão.

Que aprendeste,
Com dificuldade
Algumas vezes,
A sair…todos os meses
Cada vez mais empolgante,
Indo a pouco e pouco,
Mas sempre…sempre…
Mais distante.

Caminhando
Sem nunca parar,
Lá foste
Por vilas e cidades,
Levando a "Boa Nova"
Às nossas Comunidades,
Que te abraçaram…
E de te querer
Vão dando prova.

"Cem" vezes já viajaste,
Levando na tua bagagem
Tantos e tantos artigos,
E… em cada viagem
Por onde passaste,
Com simpatia criaste,
Centenas de bons amigos.

Tornaste-te centenária
Fica pra trás um passado,
Que cem meses tem de vida
E cem edições… com esta,
Pelo sucesso alcançado
Mereces ser distinguida,
Parabéns…
GENTE MODESTA!…

Autor: Euclides Cavaco