Fado a Porto de Mós

Autor: Euclides Cavaco
Intérprete: Alfredo Louro


Beijada pelo rio Lena
Bela encantada e serena
Ressurge Porto de Mós
Por nutrir por ela apreço
Este meu fado lhe of'reço
Emprestando a minha voz.

Nesta Terra secular
O tempo marcou lugar
E a consagrou pergaminho
Dela fez burgo modelo
O alcaide do seu castelo
Que foi D. Fuas Roupinho.

Tens pinheirais com caruma
E brisa que o ar perfuma
Leve a cair da colina
Férteis prados, rio e fontes
Fazem destes horizontes
Uma paisagem Divina...

Tens distinção e beleza
Nobre terra portuguesa
Tu és brio de todos nós
Por gostar de ti dou brado
Nos versos deste meu fado
Que canto a Porto de Mós.


Euclides Cavaco