1/8

Por Ti

Poema e voz de Euclides Cavaco

 

Por ti…
Rasguei do mundo os horizontes
E lavrei
Agras searas de paixão.
Por ti…
Corri vales, subi montes…
E sofri
De mil tormentos solidão.

Por ti…
Deixei de ser tudo o que era,
Para poder
Alcançar o amor teu.
Por ti…
Fiz do Inverno… Primavera
E consumava até
A tragédia de Romeu.

Por ti…
Deixei de ser rei do meu trono
E fui escravo submisso
Do teu querer.

Por ti…
Deixei meu ser ao abandono,
Pelo medo
De algum dia te perder.

Por ti…
Voltei de novo a ser menino,
Seguindo cegamente
Os teus anseios.
Por ti…
Fui constante peregrino,
Cruzando o teu caminho
Sem receios.

Por ti…
Espalhei círios para atear
As chamas do amor
Dos nossos beijos.
Por ti…
Foi sempre sim,
Sem hesitar…
À mais pequena voz
Dos teus desejos.

Autor: Euclides Cavaco