Pérfidas Matilhas

poema e voz de euclides Cavaco

 

Lá diz o velho ditado
Que nos devemos livrar
De todo o cão que é calado
Porque morde sem ladrar.

Há cães que são bem tratados
Aos quais se faz sempre bem
Mas quando ficam danados
Já não conhecem ninguém...

Os que recebem tal zelo
Latem muito presunçosos
Quando levantam o pêlo
Passam a ser cães raivosos.

Cães infiéis com ardil
Quer sejam de guarda ou caça
Quando mudam de canil
Renegam a sua raça ...

Coitado o que fome tinha
Quando pobre e humilde cão
Esqueceu-se quando vinha
Outrora comer à mão...

Quanto melhor os conheço
Esses cães feitos matreiros
Rendo meu total apreço
Aos que são cães verdadeiros!...

Euclides Cavaco