PEDAÇOS DO MEU PAÍS
Poema e voz de Euclides Cavaco



Permanecem comigo
Mil memórias
De tantas coisas
Que dizer eu queria.
Recordações
Que são pedaços do meu País
Em simbiose de sonho e nostalgia
Cujo murmúrio do seu silêncio
Tanto me diz!...

E neste meu estado da alma
Ausente, saudoso e infeliz
Espero sequioso
Que cheguem sempre
Pedaços do meu País!...

Chegam amigos
Que regressam da sua terra natal
E me trazem notícias do meu Portugal.
Regressa sempre alguém
A quem as férias fez feliz
E que traz ainda consigo
Sem dar por isso
Vestígios da branca areia
Das praias do meu País !…

Chega ousado um marinheiro
Que ainda cheira a mar
E de vez em quando alguém
Mais vacilante e peculiar
Que vem pela primeira vez
Retalhos de Pátria
Com quem nos alegra conviver
E falar em português !...

Chegam às vezes palavras de tristeza
Tragédias dor e solidão
Que doem dentro de nós
Pedaços do meu País
Que calam bem fundo a minha voz !...

Chegam emoções
Que se sentam connosco à mesa
Para falar das nossas coisas
E da gente portuguesa!...

Chegam as guitarras do meu País
Que me inspiram fado e saudade.

Chegam na magia dum poema
De sabor sentimental
Pedaços de Pátria
Que numa mão cheia de esperança
Me trazem Portugal !...

Euclides Cavaco