Nossa Veneza
Poema e voz de Euclides Cavaco

Para ti Aveiro eu canto
Os teus dotes em poesia
De ti gostei sempre tanto
Por seres banhada p'la Ria.

Nasceste dum povoado
Anterior aos Romanos
Teu histórico passado
Quase se perde nos anos.

Tens aguarelas sem par
Naturais e genuínas
Qual paisagem singular
São tuas velhas Salinas.

Adornada por canais
És pérola portuguesa
Que o turista aqui atrais 
Aveiro és nossa Veneza.

De José Estêvão berço
De quem Aveiro se ufana
E quase em êxtase imerso
Acolheu Santa Joana .

Orgulho da tua Gente
Quer viva em ti ou distante
Mesmo pelo mundo ausente
Tens sempre alguém que te cante.

Euclides Cavaco