Natureza Humana

 
Um jovem e um velhinho
P'ra divergências provar
Vão os dois no seu burrinho
Ouvir o povo a julgar.

Os dois montados no burro
Começam o seu caminho
Mas alguém diz em sussurro
Vão a abusar do burrinho.

Desce o jovem, mas há brado: 
Como pode ser capaz !?...
O velho vai regalado
A pé o pobre rapaz.

Trocaram seguidamente
Mas logo ouviram dizer
Olha o rapaz sorridente
O velho a pé a sofrer.

Os dois lá vão caminhando
Demonstrando boa fé
Diz o povo murmurando: 
Com um burro e vão a pé !…

Foi sempre assim e será
Pelo melhor que se tente
Jamais alguém poderá
Agradar a toda a gente !…

Euclides Cavaco