Natal da Amizade

Poema e voz de
EUCLIDES CAVACO


Se construir a amizade
Fosse em nós prioridade
Em vivência fraternal
Havia mais harmonia
E a humanidade vivia
Num permanente Natal !...

Onde cada ser humano
Desse no quotidiano
Amor ao seu semelhante
Ver no próximo um irmão
Sem ter discriminação
Numa amizade constante...

Uma amizade capaz
Que incentive o mundo à paz
Que o Natal nos inspira
Que não permitisse a guerra
Nem o ódio que há na terra
Nem a fome, nem mentira.

P'ra que o mundo turbulento
Fosse menos violento
Com ausência da maldade
Onde os seres fossem iguais
E os dias todos Natais
A comungar a AMIZADE!…

Euclides Cavaco