Murmúrios do Mar

Poema e voz de Euclides Cavaco


Neste mar que descobrimos
Nas suas ondas ouvimos
Murmúrios nos seus bramidos
Pra quem os sabe entender
Vem por missão trazer
As mágoas nos seus gemidos.

São lamentos de naufrágios
Ou talvez até presságios
Do seu poder misterioso
Que na sua imensidão
Emergem da solidão
Dum triste mar tenebroso.

Os seus murmúrios de dor
São brados dum pescador
Que o pérfido mar levou
Lá ganhava o pão pròs seus
Sem poder dizer adeus
Ao lar não mais regressou.

São a voz dos marinheiros
Audazes e aventureiros
Que partiram sem voltar
São mil gritos e carpidos
Das tragédias traduzidos
Pelos murmúrios do mar !…

Euclides Cavaco