Moura Encantada

Poema de Euclides Cavaco

Interpretes: Ingride Gualdrapa, 

Alexandra Carlos, Sandra Pires

Conta uma lenda velhinha
Que às vezes de madrugada
Na velha fonte aparecia
Infeliz moura encantada.

Dizem que só se mostrava
Nas noites em que há luar
E que os jovens indiscretos
De noite a iam espreitar.

Era esbelta e fascinante
Com pele cor de marfim
Seus olhos duas estrelas
Duma beleza sem fim.

E a jovem moura implorava
Desencanto à própria Lua
Ali sòzinha na fonte
Lamentando a sorte sua.

E a Lua enternecida
Por lhe ter pedido tanto
Deixou de brilhar na fonte
E quebrou aquele encanto.

Ficou a chorar de pena
Muito triste e magoada
A fonte por ter perdido
A bela moura encantada!…


Autor: Euclides Cavaco