Maria Severa

 

Foi motivo de pintores,
Na tela eternizada,
Foi consonância de autores,
Foi por trovadores cantada.

Foi inspiração fadista,
Foi canção e foi poema,
Foi título de revista
E a filmes também deu tema.

Foi nessa velha Lisboa,
Ilustre no seu passado
E como a história apregoa,
Foi mãe e berço do fado.

Foi fadista de alma ardente,
Fez do fado liberdade,
Será sempre eternamente,
A Severa da saudade!…

Autor: Euclides Cavaco