Maldito

Poema e voz de Euclides Cavaco

Maldito seja o mal que há na Terra
A mentira, droga e inveja aonde impera
Maldito seja aquele que faz a guerra
E o nefando que também a prolifera.

Maldito seja o ódio e o sofrer
E a fome que em toda a parte existe
Maldito seja quem abusa do poder
Corrupção e injustiça que persiste .

Maldito seja o crime e os criminosos
Que atentam contra o bem da humanidade
Cometendo os actos mais horrorosos .

Maldito seja quem vive da falsidade
E prospera só por actos vergonhosos
Maldito seja quem nos rouba a liberdade !…

Autor: Euclides Cavaco