Jogo da Vida

poema e voz de Euclides Cavaco

Se a vida for por destino
Como um jogo onde apostamos
Este mundo é um casino
No qual todos nós jogamos.

Por esta filosofia
Duma audácia desmedida
Joga-se a vida à porfia
Pondo em risco a nossa vida.

Das regras tenho receio
Por serem assaz ousadas
E ver o casino cheio
De vidas tão mal jogadas.

Eu se jogar tento logo
Tudo arriscar p'ra vencer
Por a vida ser um jogo
Muito amargo de perder!…


Euclides Cavaco