Berço da Nação


Ditosa mãe que embalaste,
No teu berço maternal,
O mais nobre dos teus filhos,
Que se chama Portugal!…

De ti a Pátria brotou,
Majestosa Guimarães,
Por isso tu serás sempre,
A mais ilustre das mães.

Em batalha decisiva,
Afonso Henriques sucede,
Vendo ali nascer a Pátria,
Nos campos de São Mamede.

E o Portugal menino,
Colocado nos teus braços,
Aprendeu por tua mão,
A dar os primeiros passos,

Em ti nasceu Portugal,
Ostentas nobre brasão,
Célebre és tu… Guimarães,
Por seres berço da Nação!…


Euclides Cavaco