Gotas de Orvalho

poema e voz de Euclides Cavaco

 

Leves gotas pequeninas
Nas folhas de madrugada
Anunciam cristalinas
De mais um dia a chegada.

Em cada gota brilhante
Há vida, luz e poesia
Que vem poisar deslumbrante
Como cristais de alquimia!...

Feitas de água Divina
Que do Céu não foi chovida
E nas folhas se aglutina
Sem ser da Terra nascida...

Caprichos da Natureza
De cujos entender falho
P'ra descrever a beleza
Que há nas gotas de orvalho!

 

Euclides Cavaco