Capital do Brinquinho

Das terras de Portugal,
Entre o Continente e ilhas,
A cidade do Funchal,
É uma das maravilhas.

É o orgulho da Madeira,
É um jardim perfumado,
Nesta Terra hospitaleira,
Que por Deus foi plantado.

Há imensas floristas,
Tendo no rosto um sorriso,
Ao venderem aos turistas,
As flores do paraíso!… 

Seus atraentes bordados,
São algo de sublime,
Também são muito afamados,
Os seus trabalhos em vime.

A sua atracção primeira,
Prà além dos trajes e modas,
É o descer da ladeira,
No seu carrinho sem rodas!…

Colorida e atraente,
Do brinquinho é capital,
É terra de nobre gente…
Doce e ameno Funchal!…

Euclides Cavaco