Filho Ausente

 

Nostálgico filho ausente
Que a Pátria deixaste um dia
Mas que a tens sempre presente
Por constante companhia...

Esperançado e risonho
Sem nunca retroceder
Lutas em prol do teu sonho
Numa ânsia de vencer...

Em constante dilação
Vais-te enfim adaptando
Nasce em teu peito afeição
À Terra onde vais ficando...

Mas no teu País de abrigo
Onde venceste afinal
Guardarás sempre contigo
O teu velho Portugal!…

 

Euclides Cavaco