Coragem!…

Que coragem !…Foi aquela demonstrada,
Pelo piloto do avião que sobrevoa,
O Atlântico com a rota destinada,
Com portugueses de Toronto p'ra Lisboa.

De madrugada, já quase no seu destino,
Avariou por fuga de combustível,
Mas o piloto sem nunca perder o tino,
Fez como herói uma aterragem incrível.

Aterrou nas Lages de emergência,
Sem energia e sem trem de aterragem,
No meio do pânico e de tanta turbulência,
Restava apenas a esperança e a coragem.

Coragem foi também a dessa Gente,
Que estremeceu com desmedida agonia,
Nesses minutos duma desgraça iminente. 
Mas por milagre, renasceram nesse dia.

Os que viveram este tão amargo instante,
Não esquecerão jamais o drama da viagem,
Que só não foi uma tragédia consternante,
Devido à nobre causa da coragem !…


Euclides Cavaco