1/7

Coimbra é Sempre Saudade

Nas margens do rio Mondego
Coimbra nasceu um dia
Para ser dos estudantes
A mais nobre academia.

Os estudantes que passam
P'la douta universidade
Levam consigo o saber
Deixam em troca a saudade.

Saudade que lá ficou
Duma tricana bonita
E à sua capa juntou
Por cada amor uma fita.

E queimam à despedida
As fitas por tradição
Num gesto de adeus, mas levam
Coimbra no coração!…

Euclides Cavaco