Canto do Rouxinol

Poema de Euclides Cavaco


Rouxinol com tantas penas
Passas a vida a cantar
Sendo as minhas mais pequenas
Porquê me fazem chorar !...

Será que o rouxinol sente
E as penas sabe entender?
Ou cantando apenas mente
Para as penas esquecer ?...

Este teu cantar me inspira
Se mentindo as penas cura !...
Ditosa seja a mentira
Que o transforma em ventura.

Rouxinol sai do teu ninho
Vem poisar no meu beiral
Para cantares de mansinho
O teu canto madrigal...

Se a cantar tu és feliz
Rouxinol vem-me ensinar
Eu serei teu aprendiz
Como tu quero cantar !...

Pra asseverar toda a gente
Que às vezes por veleidade
O coração também mente
Por mor da felicidade !...


Euclides Cavaco

1/15