1/14

Canto à Amizade
Autor: Euclides Cavaco
Intérprete: Luís Salsa


Os amigos verdadeiros
Não se compram nem se vendem
São a luz de candeeiros
Que nas vidas se acendem.

Amigos que são do peito
Mesmo em difíceis caminhos
Vendo em nós qualquer defeito
Nunca nos deixam sozinhos.

As amizades sinceras
Nunca falsas nem fingidas
São constantes Primaveras 
A florir as nossas vidas.

A amizade é sentimento
Que habita nos corações
Devia ser um fomento
A motivar multidões.

Quem comungar a amizade
Genuína e verdadeira
Sente em si felicidade
Que ilumina a vida inteira.

Do belo que a vida tem
A maior preciosidade
É dar e obter de alguém
A verdadeira amizade.

Euclides Cavaco