Alma de Poeta

Poema e voz de Euclides Cavaco


Uma alma de poeta 
Contempla os universos 
E com estro interpreta 
As emoções nos seus versos. 
Em cortês galantear 
Faz das palavras poesia 
Com sentimento e rimar 
Em perfeita sintonia. 

E num êxtase sublime 
A sua alma dá guarida 
Aos versos onde se exprime 
P'ra dar ao poema vida. 
Correm rios de emoção 
Em cada verso escolhido 
E Divina inspiração 
P'ra harmonizar sentido. 

Nasce um poema qual filho 
Que o seu âmago produz 
Aonde reflecte o brilho 
Que a sua alma reluz... 
Na magia dum poema 
Ditado à simples caneta 
Há a mística suprema 
Duma alma de poeta!...

Euclides Cavaco