ADEUS A UM FADISTA

Fado de Euclides Cavaco,

Intérprete Ingrige Gualdrapa (Suécia)

Calou-se na Mouraria
A voz do fado que um dia
Nascera no Capelão
Perdemos um grande artista
O mais distinto fadista
Desta nossa geração...

De voz única e castiça
O fado fez-lhe justiça
Dotando-o Rei vitalício.
Do fado um grande Senhor
Deixou-nos em pranto e dor
Adeus Fernando Maurício...

A igreja de Santo Estêvão
Não há vozes que se atrevam
Cantá-la com tanta garra
Como era a voz do Fernando
Esse egrégio e venerando
Por quem chora hoje a guitarra!...

Sua voz não volta mais
Aos lugares habituais
Da sua amada Cidade
Mas onde estiver o fado
Fernando serás lembrado
Na memória da saudade!...

Euclides Cavaco