Abraço de Natal

Poema e Voz de Euclides Cavaco

 

 Como será o Natal
De quem vive em solidão
Com mágoa sentimental
E quem está na prisão?...

Como será o Natal
Dos tristes e sem abrigo
E quem tem a infernal
Desdita de ser mendigo?...

Como será o Natal
Dos sem família e ausentes
Dos que estão no hospital
Sem alegria e doentes?...

Como será o Natal
De quem perdeu o emprego
Seu bem mais essencial
Sem esp'rança nem sossego?

Como será o Natal
Dos que o passam sem amor
E de quantos afinal
O sofrem em luto e dor?...

Tentemos dar-lhes este ano
Em partilha fraternal
Com todo o calor humano
Nosso abraço de Natal.  


Euclides Cavaco